Renomeando pendriver e outras midías

Cada sistema de arquivo tem um comando próprio.

Por exemplo para partições FAT, VFAT e suas variantes usa-se o comando:

dosfslabel dispositivo nome
* Nomes com no máximo 11 caracteres

Em partições NTFS, o comando é outro:

ntfslabel dispositivo nome
* Nomes com no máximo 128 caracteres unicode

Partições ReiserFS, há um outro comando:

reiserfstune -l dispositivo nome
* Nomes com no máximo 16 caracteres

E em partições EXT2, EXT3 e EXT4 pode-se usar um dos dois comandos a seguir:

tune2fs -L dispositivo nome
ou
e2label dispositivo nome
* Nomes com no máximo 16 caracteres, em ambos os casos

EX:: primeiro comando.
fdisk -l

Disco /dev/sda: 298,1 GiB, 320072933376 bytes, 625142448 setores
Unidades: setor de 1 * 512 = 512 bytes
Tamanho de setor (lógico/físico): 512 bytes / 512 bytes
Tamanho E/S (mínimo/ótimo): 512 bytes / 512 bytes
Tipo de rótulo do disco: gpt
Identificador do disco: 921EAAAF-74FB-4F05-B9A6-3782B3E479DA

Dispositivo   Início       Fim   Setores Tamanho Tipo
/dev/sda1       2048   4196351   4194304      2G Linux swap
/dev/sda2    4196352  66289663  62093312   29,6G Microsoft dados básico
/dev/sda3   66289664 625141759 558852096  266,5G Microsoft dados básico

Disco /dev/sdb: 298,1 GiB, 320072932352 bytes, 625142446 setores
Unidades: setor de 1 * 512 = 512 bytes
Tamanho de setor (lógico/físico): 512 bytes / 512 bytes
Tamanho E/S (mínimo/ótimo): 512 bytes / 512 bytes
Tipo de rótulo do disco: dos
Identificador do disco: 0x1bd11dba

Dispositivo Inicializar Início       Fim   Setores Tamanho Id Tipo
/dev/sdb1                 2048 625141759 625139712  298,1G  c FAT32 W95 (LBA)


Segundo comando

e2label /dev/sdb1 Case
ou
e2label /dev/sdb1 "Case Fran"

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Roteador Modelo HGW-2501GNP-RC da Vivo

wicd perfil otimizado

Login automático debian